A segunda edição do Festival Literário Internacional de Paracatu, que será realizado entre os dias 28 de agosto e 1.º de setembro, chega ao Centro Histórico da cidade com o tema “Amor, Literatura e Diversidade”, tendo como patrono o paracatuense Afonso Arinos (1868-1916).

Nascido em 1.º de maio de 1868, em Paracatu, Afonso Arinos foi escritor, jornalista e jurista, além de ser um imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL), instituição que passou a integrar em 1901, onde ocupou a cadeira de número 40, que pertenceu anteriormente a Eduardo Prado. Considerado um dos precursores da literatura regionalista no Brasil, ele retratou em suas obras a vida e a cultura do sertão mineiro, com destaque para a obra “Pelo sertão”, publicada em 1898. O “Pai do Regionalismo Brasileiro”, influenciou escritores como Guimarães Rosa, Rachel de Queiroz e Graciliano Ramos. Além de “Pelo sertão”, Afonso Arinos também escreveu os dramas “O contratador de diamantes”, “O mestre de campo” e o romance “Os jagunços”, este sob o pseudônimo de Olívio de Barros. Seu poema “O buriti perdido” inspirou o hino da cidade de Paracatu e também nomeou a Praça do Buriti, onde se localiza a sede do governo federal.

Afonso Arinos faleceu em Barcelona, Espanha, em 1916, durante uma viagem à Europa. Duas obras foram publicadas após sua morte: “Lendas e tradições brasileiras” e “Histórias e paisagens”.

A casa onde o escritor paracatuense nasceu e morou fica localizada na rua Temístocles Rocha, no Centro de Paracatu. O imóvel é propriedade particular e só pode ser visitado do lado de fora – no entanto, há uma placa indicativa no local.

1.º Prêmio Literário Afonso Arinos

Em comemoração do aniversário de 3 anos da FAOP, Fundação de Arte de Ouro Preto, a Academia de Letras do Noroeste de Minas – ALNM – promove a primeira edição do Prêmio Literário Afonso Arinos em parceria com a Secretária Municipal de Cultura e Turismo, Secretaria Municipal de Educação e Tecnologia, Biblioteca Municipal, Fundação Casa de Cultura de Paracatu e Fundação de Arte Ouro Preto. A premiação, em dinheiro, é voltada para jovens escritores com idade mínima de 9 anos, matriculados na rede de ensino paracatuense. O tema da edição de estreia é o “ser” e o “sertão” mineiros, com olhares voltados para as tradições, as lendas, os costumes e as vivências do sertão registrados na obra de Afonso Arinos. Para participar, os estudantes podem submeter um texto nas categorias poesia ou conto. Mais informações estão disponíveis no site da ALNM.

Sobre o Fliparacatu

O tema do 2º. Fliparacatu é “Amor, Literatura e Diversidade”, e acontece entre os dias 28 de agosto e 1º. de setembro. Todas as atividades são gratuitas. A segunda edição do Festival Literário Internacional de Paracatu é patrocinada pela Kinross, via Lei Rouanet do Ministério da Cultura, e tem o apoio da Prefeitura de Paracatu, da Academia Paracatuense de Letras e Fundação Casa de Cultura.

Serviço:

2º Festival Literário Internacional de Paracatu – Fliparacatu
De 28 de agosto a 1º. de setembro, quarta-feira a domingo
Local: programação presencial no Centro Histórico de Paracatu e programação digital no YouTube, Instagram e Facebook – @‌fliparacatu
Entrada gratuita

Informações para a imprensa:

imprensa@fliparacatu.com.br
Jozane Faleiro  – 31 992046367/ Letícia Finamore – 31 982522002